Todas as comunidades têm imensos recursos não utilizados e / ou subutilizados que podem ser aplicados para melhorar a qualidade de vida das pessoas nele contidas.

A Re-food identifica e ativa esses recursos - começando pelas enormes quantidades de comida em bom estado que são diariamente condenadas ao lixo por falta de uma alternativa viável.

Às instituições locais, públicas e privadas, é dada a oportunidade de fornecer o espaço físico (muitas vezes em desuso) ou qualquer outro tipo de apoio disponível para facilitar a execução da Re-food na sua localidade, enquanto as empresas locais são convidadas a participar no esforço da comunidade da forma que melhor corresponda às suas metas de responsabilidade social – toda a comunidade é convidada.

No entanto, o maior recurso identificado e ativado pela Re-food não é a abundância de comida, os espaços físicos ou o apoio de empresas locais, mas sim a boa vontade das pessoas em todas as comunidades que voluntariamente se unem para construir a ponte humana entre o excesso e a necessidade que efetivamente muda o mundo para melhor nos seus próprios bairros.