As pessoas estão no centro do processo de Re-food, doando pequenas quantidades do seu precioso tempo para criar valor para os outros.


As pessoas que trabalham nas cozinhas dos nossos parceiros, fontes de alimentos, investem alguns minutos ao colocarem o excedente de comida em bom estado desse dia em embalagens Re-food, em vez de deitar fora. Centenas de voluntários Re-food investem muito poucas horas, uma vez por semana, na recolha de alimentos, preparação ou distribuição. Cada pequeno investimento pessoal ao longo deste caminho representa um retorno significativo para todos os envolvidos.

 

Resgate

 

Os nossos parceiros de fornecimento resgatam o excesso de comida e fornecem-no às nossas equipas de recolha todos os dias. Nós fornecemos os recipientes de comida e chegamos à hora certa para garantir um custo zero e recolha máxima de comida, minimizando assim o impacto para os nossos parceiros.

 

Recolha

 

Equipas de voluntários fazem rotas diariamente para recolher a comida junto dos nossos parceiros. Eles trabalham cerca de 2 horas, uma vez por semana - caminhando ou andando em torno dos seus bairros – garantindo um impacto positivo em cada rota.

 

Embalagem

 

Outras equipas de voluntários reuném-se no nosso Centro de Operações para dividir a comida recolhida em embalagens familiares. Estes também trabalham 2 horas por semana e são, como todos os voluntários, diretamente responsáveis pela alimentação de 8 a 12 pessoas de cada vez que prestam este serviço.

 

Distribuição

 

Equipas de voluntários entregam embalagens às família naquela mesma noite - a maioria dos nossos beneficiários vêm à nossa porta, mas, como alguns vivem muito longe, crimaos pontos de distribuição de cabazes um pouco mais perto das suas casas. Finalmente, um número menor de pessoas - que não têm mobilidade - recebem diretamente nos seus domicilios. Todos os alimentos recolhidos são entregues àqueles que precisam deles o mais rápido possível e todos os que necessitam dessa ajuda a recebem.