O site Re-food ainda está em construção, mas vamos já desvendar alguns dos elementos essenciais que lá estarão presentes.

O PROJECTO RE-FOOD

A Re-food é um movimento comunitário independente, 100% voluntário, conduzido por cidadãos e integrado numa IPSS, cujo fim consiste na recuperação de comida em boas condições para alimentar pessoas necessitadas. A Re-food está totalmente voltada para a comunidade e opera a partir da própria comunidade, sem salários, com custos baixos e alta produtividade, não detendo bens ou investimentos que não sirvam a sua missão.

MISSÃO

Eliminar o desperdício alimentar e acabar com a fome, incluindo neste esforço todos os membros da comunidade.

VISÃO

A RE-FOOD VISA A CRIAÇÃO DE UM NOVO MUNDO, onde: todos têm a comida que precisam, todos os alimentos são aproveitados, todos os cidadãos participam activamente na gestão dos preciosos recursos comunitários e todos assumem o seu poder, o seu direito e a sua obrigação de transformar o mundo num lugar melhor.

VALORES

Igualdade: Todas as pessoas têm o direito a serem respeitadas e alimentadas.

Respeito: Baseamo-nos em relações humanas positivas, onde todos se respeitam. Devemos ser uma força visível e constante de benevolência na comunidade.

Inclusão: Acreditamos que as pessoas e os recursos são essenciais e devem contribuir para uma comunidade mais solidária.

Sustentabilidade: Consideramos o impacto ambiental do nosso projecto, respeitamos as pessoas na sua disponibilidade e procuramos a auto sustentabilidade financeira a nível local, regional e nacional.

Optimismo: Acreditamos que, com boa vontade e esforço organizado, é possível acabar com o desperdício de alimentos e com a fome no mundo.

A COMUNIDADE

O Projecto Re-food é um movimento da comunidade.

No fim de Abril de 2015, existem já 16 núcleos que servem comunidades de norte a sul do país (Lisboa, Porto, Braga, Cascais e Algoz-Tunes, no Algarve). Existem também, actualmente, mais outras 34 equipas a trabalhar para formar, implantar e abrir núcleos Re-food nas suas comunidades.

Em cada uma destas comunidades há centenas de voluntários e muitos parceiros envolvidos. Temos consciência que, neste trabalho, nada fazemos sozinhos. Existem, hoje, mais de 2.000 voluntários, 700 parceiros de alimentação, dezenas de parcerias com instituições públicas e privadas e os nossos parceiros nacionais a ajudar a tornar possível o nosso trabalho – Muito OBRIGADO a Todos!

Parceiros Nacionais:

parceiros

19 comentários

  1. boa tarde,

    gostaria de saber como a a empresa onde trabalho pode contribuir para este projeto.

    Obrigada.

    Susana Casinhas

    Por susana casinhas
  2. olá !! gostaria tornar-me voluntario de vosso movimento . Eu moro em Lisboa , freguesia Santo António ou Arroios. O que devo fazer ?
    muito obrigado.

  3. Moro em Lisboa, freguesia da Penha de França e julgo poder colaborar como voluntária com o vosso movimento. Como devo proceder? Obrigada

    Por Conceição gaiolas
  4. Boa noite, sou da área de Loures e gostaria de saber como posso contribuir para esta causa. Obrigado

    Por José Martins
  5. Olá gostaria imenso de ser voluntaria nesse trabalho de vcs .
    Como posso entrar em contacto com vcs .
    Obrigada

    Por Ester Ferreira
  6. Bom dia,

    Sou Dietista no Hospital British Hospital e venho colocar-vos algumas questões.

    Nós fornecemos, aproximadamente, 300 almoços/jantares por dia. Existem sempre sobras nobres, maior ou menor quantidade conforme a ementa, que desperdiçamos sempre, acabando estas sobras por ser colocadas nos contentores de resíduos orgânicos e passarem a desperdícios.

    Queria perguntar-vos se teriam interesse em recolher estas refeições. Será, essencialmente, sopas (creme de cenoura, canja e sopa do dia) e pratos de carne e peixe. Não sei se teríamos de definir rotas de recolha ou se preferem que se contacte a avisar.

    Estou disponível para reunirmos e falarmos sobre o assunto, caso seja do vosso interesse.

    Atentamente,

    Rita Sousa Veloso

    Por Rita Sousa Veloso
  7. Olá ! Têm alguma iniciativa onde me possa juntar na minha zona de residência em Queluz. Em especial no Pendão onde vivo há muita gente carenciada, casais com muitas crianças que sabemos passar muito mal … Obrigada!

    Por Susana Varela
  8. Boa tarde,

    Sou reformada e vivo em Matosinhos.

    Gostaria de saber de que forma poderia participar neste projecto.

    Muito obrigada

    Elisabete

    Por Elisabete Frias Figueiredo
  9. Boa noite, gostava de saber se já existe algum núcleo em Vila Real de Trás os Montes, se está a ser criado e em caso negativo como criar um?

    Obrigada

  10. como na minha cidade posso ajudar\ colaborar, para esta causa que julgo muito propria e justa. moro no barreiro, tenho transporte e bons conhecimentos na cidade tambem a nivel de restauração, vamos ajudar. aguardo vossa resposta. ate la melhores cumprimentos.

    Por rui mendonca
  11. Boa noite,
    Gostaria de saber como posso integrar este projecto… Onde me devo dirigir, inscrever e combinar como posso participar…

    Fico a aguardar a vossa informação,
    Sem outro assunto,
    Cátia Coelho
    965478012

    Por Cátia Coelho
  12. Ola gostava de saber como fazer para iniciar um refood aqui na minha zona com quem devo falar,vivo em Alcochete.

    Por paula martins
  13. Gostava de ser voluntária.posso dispor das 4feiras a tarde.Gostaria de entrar em contacto com vocês.Moro na Estrela.

    Por Isabel Almeida
  14. Boa noite,
    vivo no Bairro Alto em Lisboa e gostaria de me tornar voluntária da refood. Como o posso fazer?
    Obrigada
    Susana

    Por Susana Lima
  15. Ola, boa noite.
    Somos de braga e gostariamos de saber como nos podemos tornar voluntarios da refood.
    Apesar do pouco tempo disponivel, gostariamos de o aproveitar para ajudar.
    Onde nos devemos dirigir e quem contactar.
    Obrigada pela atençao.

    Por Elisabete e Bruno
  16. Bom dia.
    Organizo algumas ações de distribuição de amostras de novos produtos, muitas vezes alimentares. Ocasionalmente temos sobras e gostava de ter uma listagem atualizada dos núcleos Refood a operar em Portugal para lhes poder destinar o que eventualmente puder haver. Obrigada.

    Por Adriana Macedo
  17. Tenho um frigorifico usado para dar. Vivo no Barreiro e gostaria de saber se há alguem interessado

    Por Jose Pereira
  18. Boa noite, tenho um restaurante e gostaria de poder contribuir de alguma forma para este projecto, gostava que me enviassem mais informação. Obrigado

    Por Joao Pires

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>